Osteopata Pedro Marinheiro

Início » 2013 » Junho

Monthly Archives: Junho 2013

Anúncios

Devo recorrer a um Tratamento de Osteopatia?

O meu caso será para a Osteopatia?

Na verdade, são inúmeras as indicações do tratamento osteopático, excepto tumores e patologias neurológicas graves. As patologias mais frequentes que chegam ao Osteopata são referentes a coluna vertebral, mas a actuação é muito mais ampla.

A osteopatia é recomendada nos seguintes casos: dores de costas agudas e crónicas (cervicalgias, dorsalgias, lombalgias), torcicolos, neuralgia cervicobraquialgias, ciatalgias e ciática, dores de cabeça, lesões traumáticas do sistema músculo-esquelético como é o caso das lesões desportivas, entorses, hérnias discais, epicondilites, cólicas menstruais, insónias, problemas digestivos, respiratórios, cardio-vasculares, renais, endócrinos, ginecológicos, entre outros.

A Osteopatia, assim como a maior parte das terapias alternativas, é particularmente eficaz no campo da prevenção, conseguindo evitar que as disfunções se transformem em doenças crónicas e ou lesões graves, como as artroses ou as hérnias discais, ainda que depois destas estabelecidas, contribua para as aliviar, reduzindo os seus efeitos.

É ainda eficaz como complemento a práticas psicológicas e médicas. Ajustando o equilíbrio interno e eliminando tensões, visa uma harmonia holística do corpo, proporcionando bem-estar.

E os Resultados dos Tratamentos Osteopáticos?

Os resultados costumam aparecer logo na primeira consulta. Melhoram dia a dia, dependendo é claro, da patologia ou da disfunção e do tempo de existência da mesma.

O ideal é a pessoa fazer uso da osteopatia quando começam as primeiras dores e não deixar passar, pois o tempo não cura, antes pelo contrário agrava as situações e aquilo que podia ser evitado passa a ser um problema muitas das vezes incapacitante e que não nos permite tirar o rendimento desejado da vida nem apreciá-la na sua globalidade.

Anúncios