Osteopata Pedro Marinheiro

Início » Posts tagged 'Porto'

Tag Archives: Porto

Anúncios

Tratamentos de Lombalgia no Porto

Cá está uma imagem que vale por muitas palavras e uma pequena ideia sobre as lombalgias e dores lombares. A Medicina Osteopática é altamente eficaz para auxiliar pacientes com este tipo de patologia. Não deixe de nos contactar e visitar, no nosso consultório no Porto, na Rua da Boavista 754 2º esq, mais informações ligue, para 913854966, ou mail: pedromarinheiro@hotmail.com

 

lombalgia

Anúncios

Terapia Sacro Craniana, Gravidez e Bebés – Tratamentos no Porto

Como pais, desejamos tudo de bom para os nossos filhos.

Quando eles não estão bem, também nós já não estamos bem.Os problemas deles acabam por serem os nossos problemas.Isto cria-nos problemas de vária ordem, desde “dores de cabeça”, despesas, faltas ao trabalho e muitos transtornos.Muitas das vezes a resposta do médico é sempre a mesma, “não tem nada”, “isso vai passar” e outras do género.De facto assim é. No entanto muitas das vezes pode-se fazer algo para que isso aconteça menos vezes ou para que a recuperação seja mais rápida.

Se pensarmos um pouco, vemos que o nascimento é quase sempre um acontecimento traumático na vida do novo ser.Ele sai de um local onde já não tinha mais espaço para um espaço livre. A mudança é grande e tal como nós, também ele precisa de tempo para se ambientar ao novo mundo.O apressar o parto pode não ser a melhor solução pois o bebé precisa de tempo para se adaptar ao novo mundo ao qual está a chegar. Mais, ele precisa de vencer essa etapa por ele pois só assim ele aprende a lutar pela sua vida. O parto é um desafio que só ele pode vencer. Se lhe pouparmos esse trabalho ele nunca se vai sentir realizado.

Para além disto, temos que a passagem pelo canal uterino não é muito agradável uma vez que o bebé é bastante comprimido para poder passar por uma abertura tão pequena o que lhe poderá criar vários problemas.Muitas das vezes o uso dos fórceps, das ventosas ou o uso da “força” para ajudar ao nascimento acabam por agravar a situação ao invés de ajudarem. A intenção é boa mas….

Desta forma, o nascimento muitas das vezes pode acabar por ser um traumatismo muito marcante para o novo ser e muitas das vezes acaba por o acompanhar para o resto da vida.Muitos dos problemas dos bebés, das crianças e do adulto vêm de problemas do nascimento.Assim torna-se importante libertar o traumatismo do nascimento e todas as tensões criadas nessa altura se queremos que o bebé cresça saudável. A Terapia Sacro Craniana (ou Crânio Sacral) ajuda a libertar quer o traumatismo quer muitas das tensões surgidas durante e após o nascimento. Ela em conjunto com a Libertação Somato Emocional têm dado muito bons resultados onde outras técnicas não o conseguiram. É importante que todos os pais e em particular as mães estejam conscientes do facto de que trazer um ser ao mundo não é apenas um acto de amor mas também é uma responsabilidade que passam a ter de assumir.

Como só nos sentimos bem quando eles estão bem, a solução só pode ser uma: ajudá-los a sentirem-se bem.A Terapia Sacro Craniana (ou Crânio Sacral) pode e deve ser usada pela grávida para permitir que os seus tecidos se possam expandir mais facilmente e para assim proporcionar mais espaço e melhor ambiente para o seu bebé. De salientar que todo o trabalho de parto será muito mais rápido e facilitado se tiver feito Terapia Sacro Craniana (ou Crânio Sacral) durante a gravidez.

O recomendável é que a mãe antes de engravidar faça a sua preparação quer com a Terapia Sacro Craniana (ou Crânio Sacral) quer com a Manipulação Visceral para que assim o seu corpo possa estar muito mais receptivo às grandes mudanças que irão ocorrer ao longo de toda a gravidez. Da mesma forma ela pode usar esta terapia ao longo da sua gravidez para que esta seja mais suave e benéfica para si e para o seu bebé.

Aqui no nosso Consultório no Porto, na Rua da Boavista nº 754 – 2º Esq, estamos perfeitamente habilitados, inclusive pelo Institute Upledger, para aplicarmos esta técnica.

Osteopatia Gravidez – Dores Lombares – Tratamentos no Porto

OSTEOPATIA NA GRAVIDEZ
A actuação da Osteopatia na gravidez não é recente, mas muitas pessoas não têm consciência do seu potencial. Durante a gravidez, as mulheres podem ser seguidas pelo Osteopata, assegurando maior conforto, o que se poderá reflectir num parto mais fácil. Nesta fase procura-se dar maior libertação ao suporte ligamentar do útero e da pélvis, de maneira a evitar a cesariana.

As futuras mães carregam um peso precioso e o seu corpo tem de se adaptar a esse aumento e ao deslocamento do centro de gravidade. Isso pode ser particularmente difícil, podendo sofrer de dores nas costas e na bacia, de ciática e de alterações circulatórias. Podem também achar que coisas simples como caminhar, sentar ou virar na cama, se tornam desconfortáveis ou mesmo dolorosas.

Estes problemas são comuns na gravidez e muitas vezes são considerados normais. Dor ou desconforto é sinal de que o seu corpo está a sofrer e que precisa de ajuda.

A Osteopatia pode ajudar a proporcionar alívio de dores, melhorando a qualidade de vida e permitindo desfrutar da sua gravidez de forma confortável.

A segurança da mãe e do bebé são as principais preocupações do Osteopata. As técnicas osteopáticas são perfeitamente seguras em todas as fases da gravidez.

A gravidez não é uma doença, mas o sofrimento da mãe põe em sofrimento o bebé

gravidez dor lombar 2

Lombalgia – Tratamentos no Porto

Ora cá está um esboço sobre a Lombalgia, que encontrei na wikipedia, muito interessante:

“Denomina-se de Lombalgia ou Lumbago o conjunto de manifestações dolorosas que acontecem na região lombar, decorrente de alguma anormalidade nessa região. Conhecida popularmente como dor nas costas, a lombalgia é uma das grandes causas de morbidade e incapacidade funcional, tendo incidência apenas menor que a cefaléia entre os distúrbios dolorosos que mais acometem o homem. De acordo com vários estudos epidemiológicos, de 65% a 90% dos adultos poderão sofrer um episódio de lombalgia ao longo da vida, com incidência entre 40 e 80% da maioria das populações estudadas.

Inicia-se repentinamente e caracteriza-se pela intensidade da dor. Afeta também a região sacra. O paciente, ao tentar levantar-se de um modo inclinado, sente como uma chicotada na região lombar, derrubando-o no chão. Alguns momentos depois, consegue endireitar as costas, mas não consegue inclinar-se novamente.

Muitas pessoas sofrem com essas dores e elas são causas de incapacidade funcional e morbidade. O tipo mais conhecido de lombalgia é a de origem mecânica-degenerativa, caracterizada por distúrbio e/ou alteração funcional, sendo que a dor por um problema mecânico é causada pelo encurtamento dos músculos posteriores, ou seja, os músculos da região lombar, músculos posteriores da coxa e os músculos da perna.”

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lumbago